Cadastre-se grátis
Receba novidades do CADguru: [x] Fechar
Prefere as mídias sociais? Acompanhe o CADguru:

Comparativo: Modelando uma caneca no Solid Edge e no SolidWorks

Postado em: 16/05/2013 Comentários (6)

Escolhendo um software

Quando uma empresa, pessoa ou escritório precisa escolher um software CAD, existem vários pontos a serem analisados e de fato a facilidade de modelamento é um dos pontos mais importantes, já que impacta diretamente no tempo final investido em cada projeto.

O objetivo do artigo

Com a finalidade de avaliar a facilidade de modelagem no Solid Edge e no SolidWorks, criamos para este artigo a mesma peça em cada um desses programas CAD 3D. O objeto modelado foi uma caneca, onde criamos alguns elementos paramétricos que permitem fazer comparações entre os dois programas.

As considerações sobre os programas

O Solid Edge, com sua tecnologia síncrona apresenta várias características positivas quando tratamos de velocidade de modelamento, já que o mesmo é intuitivo e rápido na procura das ferramentas. Por outro lado, o SolidWorks também apresenta recursos robustos e boas condições de criação do modelo.

Em vários pontos podemos observar semelhança entre os recursos dos dois programas, cada qual com suas vantagens. A princípio pode-se notar diferenças na criação do esboço, uma vez que o SolidWorks possui uma barra específica com as  possíveis relações para a entidade selecionada, o que é uma vantagem na etapa de criar relações para o esboço. Outra boa característica observada no SolidWorks é a facilidade de parametrização do início e do fim do recurso, podendo utilizar superfícies como condição final do recurso.

Por sua vez, o Solid Edge se revela uma potente ferramenta quando queremos utilizar novos sistemas de coordenadas e planos, já que a parametrização dos mesmos é bastante intuitiva e fácil de ser feita, ao contrário do SolidWorks. É fácil notarmos uma grande afinidade na interação com o usuário uma vez que o software traz os comandos de uma forma bastante fluida e contínua, evitando assim que o usuário se perca no processo de criação dos recursos.

Comparativo de modelamento

Para ficar mais fácil de entender, fizemos uma comparação entre os dois softwares, ponto a ponto, demonstrando as vantagens e as limitações de cada software  ao longo do processo de modelamento.

Etapa 1 – Criando um sketch de círculo no plano superior:

Solid Edge: Etapa 1 - Criação do esboço inicial no SolidWorks

 

SolidWorks:

Etapa 1 - Criação do esboço inicial no Solid Edge

Considerações da Etapa 1: A criação do esboço inicial é muito parecida, não é possível perceber muita diferença entre os dois em relação à qualidade.

Etapa 2: Criando a extrusão inicial

Solid Edge:

Etapa 2 - Criando a extrusão no SolidWorks

SolidWorks:

Etapa 2 - Criando a extrusão no SolidWorks

Considerações da etapa 2: Na criação do sólido o Solid Edge leva vantagem por usar o comando de seleção, onde é possível selecionar a figura e “arrastá-la” dando volume ao círculo.

Etapa 3: Criando a parece fina da caneca

Solid Edge:

Criando parede fina no Solid Edge

SolidWorks:

Criando parede fina no SolidWorks

Considerações da etapa 3: Nos dois casos é simples criar a parede fina, mas o Solid Edge possui uma ferramenta de visualização mais apurada, gerando maior precisão na modelagem.

Etapa 4: Desenvolvendo as condições para a criação do esboço da alça

Solid Edge:

criando novo sistema de coordenadas no Solid Edge

SolidWorks:

Criando novo sistema de referência no SolidWorks

Considerações da etapa 4:

Criar um sistema de referências customizado na tangente da peça é muito simples no Solid Edge. Modificar a posição deste sistema também é fácil e podemos inserir cotas após a criação do sistema de coordenadas.

No SolidWorks, temos grandes problemas na criação do sistema de referências. A solução encontrada foi a criação de planos auxiliares. Tivemos dificuldade na criação de um plano tangente com a peça, o que gerou a necessidade de parametrizar o plano tangente com uma cota em relação ao centro, não com o parâmetro tangente.

Etapa 5: Criando o esboço da alça

Solid Edge:

Criando esboço no Solid Edge

Solid Works:

Criando esboço no SolidWorks

Considerações da etapa 5: Nos dois casos é simples criar o esboço da alça, porém o SolidWorks apresenta as opções da linha na janela a esquerda do modelamento, facilitando a etapa de inserir as relações. Ainda, a mudança de cor do desenho do SolidWorks quando o esboço está completamente definido facilita a visualização do que falta ser parametrizado.

Etapa 6: Revolucionando o esboço da alça

Solid Edge:

Criando revolução no Solid Edge

SolidWorks

Criando uma revolução no SolidWorks

Considerações da etapa 6: Ambos apresentam uma interface bastante amigável na revolução do esboço, tendo etapas de seleção bem definidas do esboço, do eixo de revolução e os parâmetros de condição final.  Uma diferença muito importante é que existe a condição final no SolidWorks até a superfície desejada, enquanto no Solid Edge precisamos colocar uma cota angular de referência.

Etapa 7: Inserindo os Filetes do modelo

Solid Edge:

Inserindo filetes no Solid Edge

SolidWorks:

Inserindo filetes no SolidWorks

Considerações da etapa 7: Inserir os filetes é uma tarefa simplificada nos dois softwares, mas um caso a ressaltar é a possibilidade de inserir filetes de diferentes raios de uma forma mais rápida no Solid Edge, porque a  ferramenta fica selecionada após a definição de um filete.

Conclusão

A impressão deixada é que o Solid Edge apresenta vantagens em relação ao SolidWorks, particularmente na criação de geometrias que exigem novos planos e sistemas de referência, já que o modelamento se torna ágil e paramétrico quando se utiliza a tecnologia síncrona.

Se você se interessou na tecnologia síncrona do Solid Edge, confira nosso curso de Solid Edge ST5 Básico ou nosso artigo sobre o modelamento de um chuveiro com o Solid Edge ST5.

Sobre o autor:

Rafael Ranghetti Técnico em mecânica industrial e graduando em Engenharia Naval pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atuou em desenvolvimento mecânico de produtos em uma multinacional, e realizou intercâmbio nos EUA através do programa Ciência sem Fronteiras. Procurando constante aperfeiçoamento tenta aprender coisas novas a cada dia. Não se limitando à área técnica, procura compreender os diversos campos que tem impacto na educação, como técnicas de ensino e áreas da comunicação.
Leia mais

Leia também

  1. Lidio em 17/01/2015:

    Dizer que um software é superior a outro apenas baseado em um único recurso é ridículo isso mostra a falta de maturidade experiência no mundo CAD/CAM/CAE.

    Responder
    • Carla Cabral e Silva em 26/01/2015:

      Olá, Lidio. Muito obrigada pela sua mensagem! Sabemos que o uso do software e a preferência por um ou outro é uma avaliação muito particular de cada usuário e respeitamos sua opinião. Foi o que fez nosso autor, pois trata-se da sua percepção sobre o uso da ferramenta. Se desejar, envie um e-mail para [email protected] Podemos abrir espaço para você mostrar seus conhecimentos e contribuir com o aprendizado de nossos leitores. 😉 Um abraço!

      Responder
  2. Ricardo L. G. Dias em 19/06/2013:

    Para fazer, no Solid, um plano tangente à superficie curva é só escolher a opção plano na superficie e umdar as opções de posicionamento!! Tão facil!

    Responder
  3. Elber Cruz em 03/06/2013:

    O que a versão do Solid Edge ST5 faz que o ST4 não faz?

    Responder
    • CADguru em 11/06/2013:

      Olá Elber,

      Atualmente não disponibilizamos de suporte para dúvidas técnicas. No entanto criamos um fórum exclusivamente para interação entre os usuários. Por gentileza, coloque sua dúvida técnica acessando: fórum, para que tanto os usuários, como a equipe CADguru e os autores dos cursos possam responder. Fique a vontade para compartilhar seus conhecimentos respondendo as perguntas dos outros usuários.

      Atenciosamente.

      Responder
  4. juca em 21/05/2013:

    Boa amigão! Trabalho com os dois desde as primeiras versões, e sempre achei o solidedge muito superior ao solidworks. Está aí vc que não me deixa mentir.

    Responder

Comentários (6):