Warning: Declaration of gdttWalker_Terms::start_el(&$output, $term, $depth, $args) should be compatible with Walker_Category::start_el(&$output, $category, $depth = 0, $args = Array, $id = 0) in /var/www/clients/client21/web34/web/wp-content/plugins/gd-taxonomies-tools/code/fnc/display.php on line 0

Warning: Declaration of gdttWalker_TermsDropdown::start_el(&$output, $term, $depth, $args) should be compatible with Walker_CategoryDropdown::start_el(&$output, $category, $depth = 0, $args = Array, $id = 0) in /var/www/clients/client21/web34/web/wp-content/plugins/gd-taxonomies-tools/code/fnc/display.php on line 0

Warning: Parameter 1 to wp_default_scripts() expected to be a reference, value given in /var/www/clients/client21/web34/web/wp-includes/plugin.php on line 579

Warning: Parameter 1 to wp_default_styles() expected to be a reference, value given in /var/www/clients/client21/web34/web/wp-includes/plugin.php on line 579

Warning: Parameter 1 to wp_default_scripts() expected to be a reference, value given in /var/www/clients/client21/web34/web/wp-includes/plugin.php on line 579
Torneamento e fresamento: quais os cálculos usados?
Cadastre-se grátis
Receba novidades do CADguru: [x] Fechar
Prefere as mídias sociais? Acompanhe o CADguru:

Torneamento e fresamento: quais os cálculos usados nesses processos?

Postado em: 22/10/2013 Comentários (4)

Quando vamos fazer qualquer operação de usinagem no processo de fresamento ou no processo de torneamento, existem cálculos que temos que tomar como base fundamental para o melhor aproveitamento das ferramentas usadas no processo e também do tempo de usinagem. Sendo assim, podemos extrair maior lucro desse processo.

Vamos, primeiramente, entender três tipos de cálculos principais:

Velocidade de Corte (V C):

O cálculo da velocidade de corte vai depender diretamente do material a ser usinado, e esse dado é uma grandeza diretamente proporcional ao diâmetro da peça que está sendo usinada, no caso dos tornos; ao diâmetro da ferramenta, no caso das fresadoras; e à rotação do eixo árvore.

Uma ilustração em referência a velocidade de corte

A velocidade de corte é definida pela seguinte fórmula:

V C = Diâmetro (peça ou ferramenta) x 3,1415 x N / 1000

onde:

V C = velocidade de corte (m/min).

Diâmetro = o valor do diâmetro da peça no cálculo, para tornos; ou o valor do diâmetro da ferramenta, no caso das fresadoras (mm).

N = rotação do eixo árvore (rpm).

Rotação (N):

A rotação é definida em rotações por minuto (rpm). Esse dado está totalmente relacionado a quantas voltas o eixo árvore dá em torno do seu próprio eixo em um determinado período de tempo, nesta caso, em um minuto.

Rotação da peça em torno do seu próprio eixo

Quantas voltas a peça executa em um minuto

A rotação é definida pela seguinte fórmula:

 N = V C x 1000 / 3,1415 x Diâmetro

onde:

N = rotação do eixo árvore (rpm).

V C = velocidade de corte (m/min).

Diâmetro = o valor do diâmetro da peça, no cálculo para tornos; ou o valor do diâmetro da ferramenta, no caso das fresadoras (mm).

Potência de Corte (N c):

Temos que calcular um dado que pode ser considerado de grande importância para que não acontecem imprevistos inconvenientes, como, por exemplo, a sobrecarga do motor da máquina usada. O cálculo de potência de corte serve para termos uma noção da força que será aplicada em nossa usinagem e, também, para ver se a máquina onde está sendo feita a usinagem tem capacidade para tal força.

o esforço de corte que age sobre a ferramenta

Pressão de corte da ferramenta

A potência de corte é definida pela seguinte fórmula:

N c = K s x F n x A p x V C / 450 x N

onde:

K s = pressão específica de corte.

A p = profundidade de corte.

F n = avanço.

V c = velocidade  de corte.

N = rendimento de corte (definido pelo fabricante da máquina).

Temos que tomar como base esses fundamentos e levar em consideração o material a ser usinado e o tipo de ferramental aplicado.

Esses cálculos servem também para que os programadores de máquinas CNC, ou operadores de tornos e fresadoras convencionais, definam da melhor maneira o seu processo de trabalho. Sendo assim, o aproveitamento tanto do ferramental quanto do tempo de trabalho será maior, e, consequentemente, o seu lucro também.

Sobre o autor:

Rafael Mascarenhas Projetista de ferramentas e Programador de máquinas CNC há mais de cinco anos. Ambas as funções realizadas com auxílio de softwares de CAD e CAM, tais como SolidWorks, NX, AutoCAD, SolidCAM, EdgeCAM, entre outros. Cursando ensino superior em Engenharia Mecânica.
Leia mais

Leia também

  1. Bruno em 18/11/2015:

    Boa tarde Rafael Mascarenhas, faço curso de mecânica no Senai e tenho uma dúvida a respeito da fórmula de velocidade de corte, onde encontro o valor do RPM? Na máquina mesmo? Outra dúvida em relação a fórmula de avanço mm/rot, você pode me disponibilizar qual a fórmula correta, olhei em apostilas diferentes, umas trazem como constante 31, outras trazem como constantes 8.
    Obrigado desde já.

    Responder
    • CADguru em 23/11/2015:

      Olá Bruno,

      Atualmente não disponibilizamos de suporte para dúvidas técnicas. No entanto criamos um fórum exclusivamente para interação entre os usuários. Por gentileza, coloque sua dúvida técnica acessando: fórum, para que tanto os usuários, como a equipe CADguru e os autores dos cursos possam responder. Fique a vontade para compartilhar seus conhecimentos respondendo as perguntas dos outros usuários.

      Atenciosamente.

      Responder
  2. jose alisson em 17/07/2014:

    de onde vem esse 450?
    e não seria 4500?

    Responder
    • CADguru em 17/07/2014:

      Olá José,

      Atualmente não disponibilizamos de suporte para dúvidas técnicas. No entanto criamos um fórum exclusivamente para interação entre os usuários. Por gentileza, coloque sua dúvida técnica acessando: fórum, para que tanto os usuários, como a equipe CADguru e os autores dos cursos possam responder. Fique a vontade para compartilhar seus conhecimentos respondendo as perguntas dos outros usuários.
      Obrigada.

      Responder

Comentários (4):