Introdução ao sistema de coordenadas na programação CNC

Plano cartesiano de referência dos eixos
Para que as máquinas CNC possam trabalhar em pontos específicos durante o processo de usinagem há a necessidade de utilizar sistemas de referência, que equivalem aos sentidos de movimentação da mesa da máquina, com os eixos “X” e “Y” e o cabeçote da máquina com o eixo “Z” . Esse três eixos representam um plano cartesiano.
Plano cartesiano de referência dos eixos
Plano cartesiano
Todo o sistema de posicionamento das máquinas CNC é composto por estes eixos do plano cartesiano fisicamente. Esses posicionamentos também são chamados de coordenadas, dependendo do tipo de máquina em que são utilizados. As direções de coordenadas dos eixos seguem a chamada “regra da mão direita”.
Regra da mão direita, com o plano cartesiano
Regra da mão direita
Quando se está de frente para a máquina, o dedo médio representa o eixo árvore da máquina, temos o dedo polegar representando o eixo “X+” e o dedo indicador representando o eixo “Y+”.

Classificação das coordenadas

Existem três classificações de coordenadas:
  • Coordenadas absolutas: Nesse tipo de coordenada, as posições dos eixos são medidas a partir do zero-peça  pré-definido, sendo que, para se programar nesse sistema, deve-se sempre informar a posição para a qual a ferramenta deve ir.
  • Coordenadas incrementais: No sistema de coordenada incrementais, as posições do eixos são medidas a partir da posição anteriormente estabelecida, sendo que, para se programar nesse sistema, deve-se sempre informar qual a distância a ser percorrida pela ferramenta a partir da posição atual.
  • Coordenadas polares: Até agora o método de determinação dos pontos era descrito com  referência em um sistema de coordenadas cartesianas, mas existe um outro método de definir esses pontos, em função de ângulos e raios. Esse método de programação é chamado de coordenadas polares.
As coordenadas são consideradas a base para qualquer programação. São elas que definem  todo o caminho que a ferramenta irá percorrer durante o processo de programação.

RelatedPost

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *